O Testamento de Adão |3| As Horas do Dia

Lembrete: este fragmento é baseado exclusivamente na recensão I de Kmosko, visto que não ocorre na recensão II, utilizada como base para o resto da tradução (ver introdução para mais detalhes e bibliografia completa).

ܬܘܒ ܫܥܐ ܕܐܝܡܡܐ A seguir as horas do dia. Porro horae diei:
ܫܥܬܐ ܩܕܡܝܬܐ ܕܐܝܡܡܐ ܒܥܘܬܐ ܕܫܡܝܢܐ A primeira hora do dia. A prece dos céus. Prima hora diei: Preces caelestium.
ܫܥܬܐ ܕܬܪܬܝܢ ܨܠܘܬܐ ܕܡܠܐܟܐ A segunda hora. A oração dos anjos. Hora secunda: Oratio angelorum.
ܫܥܬܐ ܕܬܠܬ ܬܘܕܝܬܐ ܕܦܪܚܬܐ A terceira hora. A confissão das aves. Hora tertia: Confessio volucrum.
ܫܥܬܐ ܕܐܪܒܥ ܬܘܕܝܬܐ ܕܚܝܘܬܐ A quarta hora. A confissão dos animais. Hora quarta: Gonfessio animalium.
ܫܥܬܐ ܕܚܡܫ ܬܘܕܝܬܐ ܕܠܥܠ ܡܢ ܫܡܝܐ A quinta hora. A confissão dos que estão sobre os céus. Hora quinta: Confessio supercaelestis.
ܫܥܬܐ ܕܫܬ ܬܘܕܝܬܐ ܕܟܪܘܒܐ ܕܡܦܝܤܝܢ ܥܠ ܥܘܠܐ ܕܐܢܫܘܬܢ A sexta hora. A confissão dos querubins, que intercedem pela injustiça da nossa humanidade. Hora sexta: Confessio Cherubim, qui pro iniquitate humanitatis nostrae intercedunt.
ܫܥܬܐ ܕܫܒܥ ܡܥܠܐ ܘܡܦܩܐ ܕܠܘܬ ܐܠܗܐ ܕܥܐܠܢ ܨܠܘܬܐ ܕܟܠ ܕܚܝ ܘܤܓܕܢ ܘܢܦܩܢ A sétima hora. Entrada e saída perante Deus. Entram as orações de tudo o que vive, e ajoelham e levantam. Hora septima: Introitus et exitus apud Deum, qua intrant orationes cuiusque viventis et adoratione facta exeunt.
ܫܥܬܐ ܕܬܡܢܐ ܬܘܕܝܬܐ ܕܢܘܪܐ ܘܕܡܝܐ A oitava hora. A confissão do fogo e das águas. Hora octava: Confessio ignis et aquarum.
ܫܥܬܐ ܕܬܫܥ ܬܟܫܦܬܐ ܕܡܠܐܟܐ ܗܠܝܢ ܕܩܝܡܝܢ ܩܕܡ ܟܘܪܤܝܐ ܕܪܒܘܬܐ A nona hora. A súplica dos anjos que estão postados ante o trono da Majestade. Hora nona: Supplicatio angelorum eorum, qui stant coram throno maiestatis.
ܫܥܬܐ ܕܥܤܪ ܤܥܘܪܘܬܐ ܕܡܝܐ ܕܢܚܬܐ ܪܘܚܐ ܘܡܪܚܦܐ ܥܠ ܡܝܐ ܘܥܠ ܡܒܘܥܐ ܘܐܠܘ ܪܘܚܗ ܕܡܪܝܐ ܕܢܚܬܐ ܗܘܬ ܘܡܪܚܦܐ ܥܠ ܡܝܐ ܘܥܠ ܡܒܘܥܐ ܡܤܬܪܚܝܢ ܗܘܘ ܒܢܝܢܫܐ ܘܟܠ ܕܚܙܝܢ ܗܘܘ ܫܐܕܐ ܤܪܚܝܢ ܗܘܘ ܠܗܘܢ ܘܒܗܝ ܫܥܬܐ ܡܬܚܛܦܝܢ ܡܝܐ ܘܚܠܛ ܒܗܘܢ ܟܗܢܐ ܕܐܠܗܐ ܡܫܚܐ ܕܩܘܕܫܐ ܘܡܫܚ ܠܐܝܠܝܢ ܕܐܠܝܨܝܢ ܘܡܬܐܤܝܢ ܘܡܬܚܠܡܝܢ A décima hora. A visita das águas. Desce o espírito e flutua sobre as águas e fontes. E se o espírito do Senhor não descesse e flutuasse sobre as águas e fontes, os homens ficariam desolados, e os demônios destruiriam tudo o que vêem. E nesta hora as águas são contidas e o sacerdote de Deus mistura nelas o óleo da santidade, e unge aqueles que estão aflitos, e eles são curados e recuperados. Hora decima: Visitatio aquarum, qua Spiritus descendens volitat super aquas et fontes : quod nisi Spiritus Domini volitasset super aquas et fontes, homines noxa afficerentur et daemones, quaecunque vidissent, corrupissent. Qua hora sumitur aqua, cui sacerdos Dei admiscet oleum sanctum, et ungit eos, qui aftlicti sunt; et sanati convalescunt.
ܫܥܬܐ ܕܚܕܥܤܪܐ ܕܝܨܐ ܘܚܕܘܬܐ ܕܙܕܝܩܐ A décima primeira hora. Júbilo e alegria dos justos. Hora undecima: Exultatio et gaudium iustorum.
ܫܥܬܐ ܕܬܪܬܥܤܪܐ ܗܝ ܕܪܡܫܐ ܬܟܫܦܬܐ ܕܒܢܝܢܫܐ ܠܨܒܝܢܐ ܡܩܒܠܐ ܕܠܘܬ ܐܠܗܐ ܡܪܐ ܟܠ A décima segunda hora – é a véspera. A súplica dos homens para a boa vontade que está perante Deus, senhor de tudo. Hora duodecima vespere: Supplicatio hominum in voluntatem acceptam coram Deo, domino omnium.

Clique aqui para ver o resto deste documento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: